Descrição

“O passado e a experiência vivida da nossa família, marcaram, mesmo que de uma forma indelével, as gerações seguintes. Foi isso que aconteceu com uma geração de descendentes que agora se lançam nos meandros da agricultura e afins. É conscientemente que posso firmar que foi… Pela mão do meu pai e do meu avô João Vasco Gracias, que cedo comecei a despertar interesse e paixão pelo espaço rural e dei os primeiros passos na “terra”, calcorreando as hortas e searas dos Montinhos, do Monte Alto e até do Pinheiral. Inspirado por autores como Giovannino Guareschi, George Orwell e John Steinbeck, consolidei o gosto pela natureza e agricultura, acabando por ingressar e completar a licenciatura em Engenharia Hortofrutícola, na Universidade do Algarve.

Estava dado um segundo passo para a aquisição de ferramentas teóricas e práticas relativas ao mundo agrícola, às suas vivências e às suas exigências. Os passos seguintes… permitiram-me ligar a teoria a uma prática, simultaneamente complexa e desafiadora. Passei pelos meandros da Reforma da PAC, onde os incentivos passavam pelas políticas de arranque, que contribuíram quiçá… para o desvanecer do impulso para a instalação no sector produtivo. Tomei assim rumo pela assistência técnica, primeiro no Projecto de Rega do Algarve e depois na área do associativismo, no Centro de Informação Rural do Algarve da CAP e mais recentemente na Comissão Vitivinícola do Algarve.”