Fotos

Descrição

“É já famosa por terras bombarralenses a história dos “Mimosos do Bombarral”, especialidade registada por Artur Jerónimo, mas criada por Maria da Conceição, esposa do seu irmão Francisco Jerónimo. Esta receita foi então oferecida ao cunhado da pasteleira e à sua esposa, Elvira Jerónimo, que residiam na Vila do Bombarral e que a começaram a confecionar e vender na sua loja, “União Mercantil”.

Assim em 1920, por sentir o potencial requinte deste doce para a vila, Artur Jerónimo resolveu registar os “Mimosos” no Instituto Nacional da Propriedade Industrial com o nº 236015 e com o nome de “Mimosos do Bombarral”. Após o falecimento de Artur e Elvira Jerónimo foi a sua filha, Alice da Conceição Dias Jerónimo Paixão, única herdeira do casal e esposa de Manuel Ferreira Paixão, que perseverou esta especialidade.

Uma tradição familiar e uma relíquia do Bombarral que perpetua pela herdeira e neta de Artur Jerónimo, Maria de Fátima Jerónimo Paixão e sua filha Ana Paixão, até aos dias de hoje. Atualmente é já bastante conhecida e preferida esta especialidade do Bombarral. À sua confeção preside o maior rigor, reunindo produtos e ingredientes naturais de elevada qualidade, isentos de quaisquer corantes ou conservantes.

Deste casamento de excelência e qualidade nasceu uma receita artesanal bastante apetecível, uma mimosa lembrança do Bombarral que vive de geração em geração através dos herdeiros de Artur Jerónimo.”