Descrição

“O berço
Distintus é uma história de paixões, contada a partir do século XIX, numa pequena aldeia no norte de Portugal, com duas famílias, cada uma com seu lagar, mas ambas com a mesma paixão: o azeite. Quis o destino que ficassem unidas para sempre através de uma história de amor, que juntou os dois lagares e deu origem à família Padrão dos Santos.
É nos seus lagares em Campo de Víboras, na longínqua região DOP (Denominação de Origem Protegida) de Trás-os-Montes, que nasce o Distintus, o azeite preferido dos grandes chefes do mundo.
Fresco, suave e com uma incrível riqueza de sabor, com notas finais de amêndoa e noz, Distintus orgulha-se de ser o mais distinto azeite do mundo, sendo o único do mundo a somar 15 estrelas Michelin entre os seus clientes. Um azeite de autor para pratos de auto

A Herança
Pai e filho Padrão dos Santos são os rostos de uma história de sucesso que começou a escrever-se em 1839, quando o tetravó começou a produzir azeite.
A qualidade do azeite era reconhecida por todos há cinco gerações, por isso o filho Hugo Santos, em 2014, decidiu por o Distintus à mais exigente das provas: o apurado gosto de Dieter Koshina.
O estrelado chefe do Villa Joya ficou rendido na hora e tornou-se o primeiro dos chefes com estrela Michelin a associar-se ao Distintus. Para o pai, Manuel Padrão dos Santos, foi o realizar de um sonho.

Distintus

Hugo, filho de Manuel Francisco Padrão dos Santos de 62 anos e de Maria Ofélia Padrão dos Santos de 65 anos nascidos em Campo de Víboras no concelho de Vimioso terra que também me viu nascer a 14 de Agosto de 1978.
Os meus pais sempre trabalharam por conta própria, no entanto, não lhes sigo as pisadas.

Formo-me na Universidade Lusófona em Contabilidade, Fiscalidade e Auditoria e por lá permaneço 10 anos. Início a minha carreira no departamento financeiro, pelo caminho tiro um mestrado em Gestão de Unidades de Saúde.

Em Campo de Víboras está o lagar da família Padrão dos Santos, lagar com 28 anos no qual os meus pais sempre trabalharam e onde nasceu o azeite Distintus.

Primando sempre pela excelência e constante procura da perfeição, constrói-se ano após ano o azeite que dá origem ao mote: “O azeite dos Chefes”.

Desde muito novo que acompanho o crescimento do azeite Distintus, era obrigado a trabalhar nas férias de Natal juntamente com os meus pais no lagar, no entanto, atravesso a minha adolescência e não vislumbro o potencial que ali está, o néctar que o meu pai trabalha com tanto carinho. Só mais tarde, corre o ano de 2009, me apercebo daquilo que temos em mãos.”